Ação remove ligações elétricas clandestinas em ruas do Centro

Uma ação conjunta da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) e Equatorial Energia removeu, nesta segunda-feira (14), as ligações elétricas instaladas clandestinamente no entorno da Praça Palmares, no Centro de Maceió. A ação fez parte do ordenamento do Centro que, nesta etapa, tem como objetivo garantir a segurança das pessoas e evitar possíveis incêndios.

“O reordenamento está sendo feito em etapas. Neste momento, nós estamos trabalhando naquilo que é mais crítico, que envolve a segurança das pessoas, como é o caso do risco de incêndio. Depois nós vamos seguir com o planejamento, com o intuito de trazer benefícios a todos aqui do Centro”, destacou Thiago Prado, secretário de Segurança Comunitária e Convívio Social.

Ação retira ligações clandestinas no entorno da Praça dos Palmares (Foto: Itawi Albuquerque/ Secom Maceió)

De acordo com os técnicos da Equatorial, as instalações apresentavam um risco iminente, tendo em vista que a fiação, sem proteção, estava muito próxima de equipamentos inflamáveis.

Ligações clandestinas apresentavam risco iminente para a população (Foto: Itawi Albuquerque/ Secom Maceió)

Laedson José é um dos lojistas que apoia a ação. Para ele, o ordenamento está trazendo resultado positivo para setor comercial. “Antes, com essas ligações clandestinas, por exemplo, eu tive muitos problemas com queda de energia. Esse problema eu não terei mais”.

O lojista afirma que esta etapa do ordenamento está sendo tão importante quanto a anterior, que desobstruiu as calçadas das lojas. “Com ação da semana passada, aumentou a passagem de pedestre aqui. Com isso, o movimento no restaurante melhorou um pouco”, finalizou o comerciante.

José Dário, representantes dos ambulantes (Foto: Itawi Albuquerque/ Secom Maceió)

José Dario, um dos representantes dos ambulantes, reconhece que estavam cometendo uma irregularidade, mas acredita no trabalho que está sendo empenhado pela prefeitura para devolver um Centro mais agradável para os lojistas, ambulantes e clientes. “Nunca vieram aqui para conversar com a gente e construir uma solução em união. Nós queremos continuar com essa boa relação”, disse o ambulante.

Botão Voltar ao topo
Fechar