Vigilância Sanitária alerta população sobre golpe nas redes sociais

Órgão não realiza contato prévio com estabelecimentos por mensagens ou ligações

Circulam informações nas redes sociais de que fiscais da Vigilância Sanitária de Maceió estão entrando em contato com estabelecimentos para informar sobre visitas nos locais. No entanto, o órgão alerta que a informação é falsa e que todos os atendimentos realizados são feitos de forma online, através de um sistema, ou presencialmente. 

“Nós não entramos em contato com os estabelecimentos, pelo contrário, são os proprietários que entram em contato conosco. As pessoas estão falando com estabelecimentos, e solicitam até código. Mas isso não está sendo feito por nós”, explicou o coordenador da Vigilância Sanitária, Airton dos Santos.

As equipes da Visa estão realizando diversas fiscalizações nos estabelecimentos da capital, mas de maneira organizada e com identificação. De toda forma, em momento algum, é solicitado código aos comerciantes, seja por telefone ou presencialmente.

“Nós fazemos as fiscalizações uniformizados, com jalecos, coletes e crachás de identificação. As pessoas estão aproveitando o momento em que a Visa está atuante para aplicar golpes nos empresários, mas isso não é de nossa responsabilidade”, completou Airton.

Todos os protocolos realizados pela Vigilância são feitos através do sistema utilizado pelo órgão. Por meio dele é possível que o maceioense escolha a opção do serviço que deseja utilizar, por isso, não ocorre nenhum tipo de ligação por parte das equipes para nenhum trâmite, seja de fiscalização ou de liberação de alvará sanitário. 

A orientação é que nestes casos, além de informar à Visa, o empresário realize um Boletim de Ocorrência. O contato da Vigilância Sanitária de Maceió é o 3312-5495, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Sthefane Ferreira / Secom Maceió

Botão Voltar ao topo
Fechar